Fronteira de Gaza com Israel volta a ter confrontos

Na sexta-feira, os organizadores apelaram aos manifestantes palestinianos para que queimassem bandeiras israelitas e hasteassem bandeiras palestinianas, à medida que milhares de pessoas se juntavam ao protesto esta manhã, em diferentes zonas da barreira de segurança.

Alguns manifestantes atiraram pedras contra soldados israelenses que responderam com tiros, constatou a AFP. Um pequeno número de manifestantes se aproximou da cerca para jogar pedras, ou para rolar pneus incendiados em direção aos soldados.

Um porta-voz militar de Israel disse que os soldados estão sendo confrontados por baderneiros e "respondendo com meios de dispersão de tumulto, e também disparando de acordo com as regras de engajamento".

Israel acusa o Hamas, o movimento islâmico palestino que governa a Faixa de Gaza, de usar as manifestações para cometer atos de violência.

O morto, identificado como Islã Herzallah, de 28 anos, recebeu um impacto de munição real no abdômen enquanto participava de uma das marchas no leste de Gaza, perto da cerca que delimita a fronteira com Israel, informou o Ministério de Saúde de Gaza.

Israel, que considera o Hamas um movimento terrorista, afirma que seus soldados dispararam somente por necessidade contra manifestantes que tentaram voltar para seu território e para impedir ataques.

Israel foi criticado por várias organizações de direitos humanos pelo uso de balas reais contra manifestantes que não representam uma ameaça imediata para seus soldados.

O fim da "marcha do retorno", em meados de maio, coincidirá com a data prevista para a transferência da embaixada dos Estados Unidos para Jerusalém.

Os palestinos estão exigindo o acesso a terras nativas que foram usadas para criar o estado de Israel. As manifestações devem terminar oficialmente no final de maio, quando os palestinos celebram a Nakba, "catástrofe" em árabe, que significou para os palestinos a proclamação do Estado de Israel em 1948.

- Eu não tenho medo de morrer, porque não há vida em Gaza de qualquer maneira - declarou.


Popular

CONNECT