Putin. Estados Unidos agravaram a crise humanitária na Síria

Macron ainda fez apelo para aumentar o diálogo sobre a Síria.

A Rússia coordena parte da interceptação, mas as primeiras defesas partem do exército do governo sírio. Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, o ataque de mísseis foi efetuado por aviões e navios dos EUA, junto com o Reino Unido e a França, na madrugada deste sábado.

Putin reiterou que exige uma "investigação exaustiva e objetiva" ao alegado ataque químico perpetrado pelo regime de Bashar al-Assad e afirmou que, até que esta aconteça, "é prudente abster-se de qualquer acusação seja contra quem for". Vassily Nebenzia defendeu que é preciso arrefecer os ânimos, já que Donald Trump está a ter uma atitude "muito belicista".


Popular

CONNECT