Ex-técnico de ginástica artística acusado de assediar atletas é afastado

O treinador negou todas as acusações e afirmou que "tem a consciência tranquila" e que quem o acusa "vai ter que provar na justiça".

No último domingo (20), o programa Fantástico veiculou uma matéria de 16 minutos em que denunciava uma série de abusos por parte de Fernando de Carvalho Lopes, ex-técnico da seleção brasileira de ginástica.

"Os fatos narrados na matéria, que ocorreram há mais ou menos 12 anos, eram tratados como boatos e podem ter gerado alguns tipos de gracejo na época por muitos envolvidos na ginástica, inclusive entre os próprios atletas oriundos de São Bernardo do Campo acolhidos por mim em São Caetano", disse ele, lendo uma nota em reportagem desta terça, 1, da Globo. A polícia passou a investigar o caso a partir da denúncia de um garoto de 13 anos, identificado como a primeira vítima a relatar o fato.


O Mesc explicou que não havia afastado o treinador anteriormente por falta de provas. Ele havia sido desligado da equipe há dois anos após a denúncia dos pais de um menino menor de idade que era treinado por ele e, de lá para cá, começaram a surgir dezenas de outros relatos de estupro e outros tipos de abuso cometidos pelo treinador. O técnico tirava qualquer cortina que houvesse na ducha, testava os novos uniformes apalpando as genitálias dos garotos e insistiu várias vezes em dormir com alguns deles, com destaque para Petrix Barbosa, um dos ex-pupilos de Fernando que revelou sua identidade na reportagem.

Segundo o clube, o técnico exercia apenas funções administrativas no presente momento e não tinha mais nenhum cargo relacionado à ginástica. Essa pressão psicológica num moleque de 10, 11 anos. Mas que sempre se preocupou com a situação, tanto é que mudou sua atividade dentro do clube.

"Ele sempre perguntava como estava nosso desenvolvimento. E ele pedia para mostrar o pênis", disse. "Mas a ponto desse tipo de acusação, eu não tenho o que falar. Acho leviano o tom da matéria em relação à minha pessoa, onde o principal foco foi esquecido e os verdadeiros responsáveis e omissos estão acobertados", afirmou.


Popular

CONNECT