Açores valorizam 15 trimestres seguidos com descida do desemprego

Este valor é inferior em 0,3 p.p.ao do trimestre anterior e em 3,0 p.p.ao do trimestre homólogo de 2017.

Em termos nacionais, a taxa de desemprego caiu para 7,9% no primeiro trimestre de 2018, uma redução de 0,2 pontos percentuais face ao trimestre anterior.

"Há 15 trimestres consecutivos que se regista uma redução homóloga da taxa de desemprego, ou seja, face ao mesmo período do ano anterior".

Em termos geográficos, o desemprego registado nestes primeiros três meses do ano "foi superior à média nacional" na Madeira (9,1%), nos Açores (8,9%), na Área Metropolitana de Lisboa (8,6%) e no Norte (8,1%).

E concretiza: "Face, por exemplo, há quatro anos, hoje existem nos Açores mais 12.487 açorianos empregados e menos 10.794 açorianos desempregados".


Estes dados do INE consideram a população a partir dos 15 anos e os valores não são ajustados de sazonalidade.

"Em relação ao trimestre homólogo, verificou-se uma diminuição de 21,7% (menos 113,8 mil), ligeiramente inferior à observada no trimestre anterior", indica o INE.O INE assinala que desde o segundo trimestre de 2016 que vêm sendo registados estes decréscimos trimestrais.

Em relação à população empregada, estimada em 4 806,7 mil pessoas, o instituto fala de uma "variação trimestral relativa quase nula (associada a um ligeiro acréscimo de 1,8 mil pessoas) e um aumento homólogo de 3,2% (mais 148,6 mil)".

Portugal registou no primeiro trimestre do ano uma taxa de desemprego de 7,9%, o valor mais baixo desde o quarto trimestre de 2008, altura em que a taxa trimestral tinha ficado em 7,8%.

Seja sempre o primeiro a saber.


Popular

CONNECT