Unegro aciona Globo por ausência de atores negros em novela

A próxima novela das 21h, Segundo Sol, ainda nem estreou e já causa polêmica por não ter escalado um número normal de atores negros para a trama - que se passa em Salvador, na Bahia, onde a população é em maioria negra.

No documento (eis a íntegra), o MPT considerou "a gravidade do não espelhamento da sociedade nos programas televisivos". A nota partiu da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho (Coordigualdade), após repercussão negativa sobre o baixo número de atores negros no elenco.

De acordo com a socióloga Ângela Guimarães, presidenta da Unegro, a ação, que é assinada pelo advogado Egberto Magno, pede na justiça que seja concedida liminar para obrigar a Globo a incorporar negros e negras nos próximos capítulos a serem gravados e que haja atores e atrizes negros em papéis protagonistas, sendo que, "se para implementar essas obrigações for necessária a readequação do roteiro, que sejam adotadas as medidas pela emissora".

Por meio de nota, a Comunicação da Globo afirma que recebeu a nota do Ministério Público e que respeita a diversidade e repudia qualquer tipo de preconceito.


De acordo com os procuradores do Trabalho que assinam a peça, o descumprimento da recomendação poderá caracterizar "inobservância de norma de ordem pública", cabendo ao Ministério Público "convocar a empresa recalcitrante para prestar esclarecimentos em audiência e, eventualmente, firmar termo de compromisso de ajustamento de conduta, previsto na Lei 7.347/85, art. 5º e 6º, ou propor ação judicial cabível, visando à defesa da ordem jurídica e de interesses sociais e individuais indisponíveis".

Segundo noticiou o Metro 1, foram enviadas 14 recomendações à emissora.

A Globo emitiu um comunicado em que admite que "temos uma representatividade menor do que gostaríamos e vamos trabalhar para evoluir com essa questão", mas, aparentemente, só o comunicado não foi suficiente e o Ministério Público do Trabalho (MPT) resolveu intervir.


Popular

CONNECT