Gasolina e diesel ficam mais caros, enquanto preço do etanol cai

Segundo pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio da gasolina para o consumidor na última semana foi de R$ 4,257 por litro no país. A gasolina com menor preço médio por litro foi a de Santa Catarina: 3,898 reais por litro. O combustível podia ser encontrado a R$ 3,98 em Taguatinga e Ceilândia até domingo (13), mas no dia seguinte ultrapassou os R$ 4,60 em muitos postos.

Com isso, o combustível acumula alta de 3,85% desde o início do ano, e avança 21,28% desde que a Petrobras iniciou sua nova política de preços, em julho do ano passado.

A gasolina mais cara encontrada no Mato Grosso do Sul está no município de Três Lagoas a um preço que varia de R$ 4,19 em alguns estabelecimentos a R$ 4,69 no local com preço mais alto.


Por outro lado, o etanol caiu pela 5ª semana seguida, de R$ 2,853 para R$ 2,802, um recuo de 1,79%.

Segundo a ANP, a gasolina mais em conta, de R$ 4,16 está sendo comercializada em um posto na avenida Universitária, na zona Leste de Teresina. No ano, a queda acumulada chega a 3,78%. Os postos do Piauí já estão vendendo o produto por um valor médio de R$ 4,28 atrás apenas da Bahia (R$ 4,50) e do Ceará (R$ 4,56). Com o aumento, o derivado do petróleo passará a ser comercializado por R$ 1,9330 por litro.

A política de reajustes da Petrobras visa seguir as oscilações do mercado internacional, entre outros fatores, além de manter sua competitividade e uma melhor posição no mercado de combustíveis, evitando que as suas cotações fiquem abaixo da paridade externa.


Popular

CONNECT