Morre o escritor Tom Wolfe, ícone do Novo Jornalismo

Morreu na tarde desta terça-feira (15) o escritor e jornalista estadunidense Tom Wolfe, autor de clássicos como Radical Chic e A fogueira da vaidade.

Wolfe morreu ontem, em Nova York, aos 87 anos, mas a notícia foi divulgada hoje.

A informação foi confirmada ao jornal britânico "The Guardian" por sua agente literária, Lynn Nesbit.

Escritor e jornalista, o autor tornou-se, a par de Truman Capote e Norman Mailer, num dos expoentes da corrente intitulada 'Jornalismo literário', um movimento literário que revolucionou a escrita de não ficção na década de 1960.


Nascido na Richmond (Virgínia), em 1931, e doutor em estudos americanos pela Universidade de Yale, logo iniciou a carreira de repórter.

Uma das obras mais conhecidas de Tom Wolfe foi o bestseller 'A Fogueira das Vaidades', publicado em 1987.

Alguns de seus trabalhos de ficção foram adaptados para o cinema.


Popular

CONNECT