Mark Zuckerberg vai ao Parlamento Europeu dar explicações

"O fundador e diretor executivo do Facebook aceitou o nosso convite e vai a Bruxelas, o mais breve possível, talvez já na próxima semana", anunciou esta quarta-feira Antonio Tajani, o presidente do Parlamento Europeu.

O líder do gigante tecnológico vem à Europa, a Bruxelas, "clarificar questões relacionadas com a utilização de dados pessoais". Um dos temas em destaque será o "potencial impacto nos processos eleitorais na Europa".

O Facebook confirma que o número de utilizadores que descarregaram a aplicação que terá obtido os dados, a "thisisyourdigitallife", em Portugal rondou os 15.


Zuckerber, que controla serviços como Facebook, WhatsApp e Instagram, revelou que a consultora britânica Cambridge Analytica terá acedido aos dados de 87 milhões de utilizadores.

O medo de uma manipulação eleitoral por meio de informações pessoais recuperadas das redes sociais aumentou o escândalo Cambridge Analytica, que trabalhou para a campanha presidencial de Donald Trump em 2016.

Mas Mark Zuckerberg, que testemunhou durante dez horas perante as autoridades americanas no mês passado, propôs inicialmente que fosse um vice-presidente que comparecesse perante os deputados europeus.


Popular

CONNECT