Copa do Brasil: Chapecoense elimina o Atlético-MG

Pressionado pela marcação, o Atlético-MG construiu as melhores oportunidades com chutes de longe de Ricardo Oliveira e Otero, que provocaram duas boas defesas de Jandrei.

O time catarinense agora aguarda pelo sorteio para conhecer o adversário da próxima fase da competição. Com o estadual encerrado, a equipe abriu mão de jogar a Copa Sul-Americana e foi eliminado para o San Lorenzo na semana passada, priorizando os torneios nacionais. No Brasileirão, os catarinenses enfrentam o Internacional, no Beira-Rio, na segunda-feira (21). Jandrei teve que atuar em uma cobrança de falta executada por Otero e em num chute de Ricardo Oliveira, mas sem grande dificuldade. Arthur Caike, livre na área, desviou cruzamento de pé direito e a bola saiu com perigo. No cruzamento para a área, Wellington Paulista teve a chance de marcar e chutou para fora. Nos acréscimos, o lateral-esquerdo Fábio Santos deu uma voadora em Apodi e recebeu o segundo cartão amarelo e, por consequência, foi expulso de campo. Depois de um empate sem gols na Arena Condá - mesmo resultado do jogo de ida em Belo Horizonte -, a equipe venceu o Atlético-MG nos pênaltis por 4 a 3, nesta quarta-feira, e seguiu adiante.


Precisando defender a penalidade para manter o Atlético na disputa, Victor defendeu o pênalti seguinte, de Bruno Pacheco. "Então, Deus tem me honrado bastante pelos treinamentos que estou fazendo e venho me dedicando bastante para, nos jogos, tentar dar o meu melhor dentro de campo", disse Róger Guedes para o site oficial do clube. Luan, Leonardo Silva e Cazares marcaram. Pelo lado da Chapecoense, Wellington Paulista, Luiz Antonio e Nadson fizeram as três primeiras cobranças.

Na segunda etapa, os donos da casa passaram a ser mais ofensivos e deram trabalho para Victor, que defendeu as chances de Guilherme e de Bruno Pacheco. Rafael Thyere foi para a cobrança derradeira, Victor se esticou e chegou a tocar na bola, mas não conseguiu fazer a defesa.


Popular

CONNECT