Vôlei feminino perde na estreia da Liga das Nações

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com resultado negativo na Liga das Nações.

O time verde e amarelo voltará à quadra às 15h05 desta quarta-feira (16.05) contra o Japão. "Agora, a gente tem coisas a melhoras na distribuição, no posicionamento, várias coisas", completou Zé Roberto Guimarães, que encerra a primeira semana de disputas na Liga das Nações nesta quinta-feira, contra a Sérvia, atual vice-campeã olímpica. O primeiro set da partida de ontem terminou com vitória do Japão com parciais de 25 a 22. "A partida de hoje (terça-feira) fugiu um pouco do nosso controle. Acho que essa luta, essa vontade de vencer, correr atrás o tempo inteiro, fez com que o time apresentasse uma melhora", afirmou Zé Roberto. "Poderíamos ter atuado um pouco melhor e ido para cima da Alemanha".

O segundo amistoso entre Brasil e China será na quinta-feira (17.05), desta vez às 19h, também no Abaeté e com transmissão do SporTV. "Vamos continuar treinando forte e os resultados vão aparecer naturalmente", disse. No entanto, o nosso sistema defensivo não funcionou e quando a relação bloqueio-defesa não ajuda, a gente começa a sentir o jogo.


Depois da Liga das Nações, a seleção feminina disputará outras três competições em 2018: Copa Pan-Americana, entre os dias 6 e 15 de julho, Montreux Volley Masters, na Suíça, entre 4 e 9 de setembro, além do Mundial, no Japão, de 29 de setembro a 20 de outubro. O time titular teve Carol, Roberta, Gabi, Drussyla, Tandara e Bia, além da líbero Suelen; depois, entraram Monique, Amanda, Rosamaria e Macris.

Alemanha: Hanke, Fromm, Geerties, Lippmann, Scholzel e Grunding.


Popular

CONNECT